Conversar consigo mesmo é uma boa.


A ciência descobriu que conversar consigo mesmo é um exercício que pode ajudar a controlar a ansiedade e a atingir novas metas, fazendo bem até para a saúde. O professor Ethan Kross realizou uma série de experimentos na Universidade de Michigan, com os quais concluiu algo tão interessante quanto útil: “as pessoas que conversavam consigo mesmas e que começavam seus diálogos pronunciando seu nome tinham mais sucesso em suas vidas, mostravam maior segurança pessoal e aparentavam ser mais felizes. ”

Isso pode parecer ingênuo à primeira vista. Entretanto, conversar com si mesmo nos permite algo que não podemos deixar de lado. O cérebro funciona muito melhor, sua capacidade de percepção torna-se mais habilidosa e também administramos de forma adequada nosso mundo emocional. Portanto, não estamos frente a nenhuma fórmula sem embasamento. O diálogo interno tem um benefício claro comprovado pela ciência, e há muitos estudos que nos demonstram isso. Vejamos mais dados em detalhes:

  • Melhora nossa capacidade intelectual;

  • Potencializa nossa atenção, nossa capacidade de reflexão e nosso foco;

  • Melhora sua autoestima e consequentemente sua felicidade;

  • Permite conscientizar e focar o momento presente com as emoções presentes para gerenciá-las adequadamente.

  • Poderosa fonte de motivação e energização de si mesmo.

Ao falar em voz alta, ativamos um “interruptor” no córtex cerebral, onde se baseia a consciência do “eu”. Desse modo, desenvolvemos um controle psicológico melhor para pensar com maior clareza e de forma mais eficiente. Igualmente, ao dar lugar a essa voz interior mais calma e segura, ganhamos perspectiva e relativizamos os pensamentos negativos e persistentes.

Imagine o poder de algo tão simples quanto dizer a nós mesmos “João, concentre-se mais e pense sobre o que você vai fazer com esse problema”; ou “Adriana, você está desperdiçando seu tempo inutilmente, acalme-se e reflita sobre o que está acontecendo”; ou “Vá em frente, Paula, você está tendo dificuldades, mas você não pode desistir agora, vamos lá”.

É importante lembrar que, para conquistar os benefícios de falar consigo mesmo só será possível se você for capaz de controlar os diálogos negativos internos em primeiro lugar do tipo: "...não vou conseguir, é difícil de mais para mim, vai dar errado de qualquer maneira, não tem solução..."

Se você não dominar essa negatividade, você será seu pior inimigo. Cuide de suas conversas internas como um bem precioso e fale consigo mesmo sempre de forma positiva, construtiva e afetiva.

Reflita sobre isso e seja uma pessoa melhor consigo mesmo!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2018 Professor Jefferson Leonardo | Trendsetter Mkt