© 2018 Professor Jefferson Leonardo | Trendsetter Mkt

As mentiras que os candidatos contam

April 1, 2018

 

 

Minha mãe sempre me disse que mentir é feio. Os profissionais com experiência em entrevistas conseguem saber se o candidato está mentindo no currículo e/ou na entrevista. E com a crise de ética que estamos vivenciando, a busca por referências e análise do perfil nas redes sociais aumentaram significativamente, como recurso para contratar a pessoa certa.

 

Saiba quais as mentiras mais comuns no processo de recrutamento e seleção:

 

Salário – alguns mentem sobre o salário anterior com a intenção de aumentar o poder de negociação para ficar com o salário próximo ao que estava ganhando, e/ou ainda ganhar um adicional. Sabe-se que os valores do mercado para cada cargo são equivalentes, e devemos lembrar que estamos ainda em uma crise, por isso informe o salário anterior corretamente e se dê por feliz quando receber uma proposta de trabalho.

Idiomas – colocar no currículo que é fluente é uma das mentiras mais frequentes. Basta uma prova escrita e/ou uma entrevista em outra língua para constatar a inverdade. Há muitas vagas com necessidade de inglês intermediário e básico.

 

Voluntariado – alguns acreditam que o fato de serem voluntário em alguma causa social poderá facilitar a contratação. Mas não conseguem ser autênticos nas entrevistas e acabam se contradizendo, e isso é jogo contra. A participação voluntária não é um fator decisivo na maior parte das contratações, portanto só deve constar no currículo se, de fato, o candidato vivenciou a participação.

Universidade – Há candidatos que mentem sobre a universidade em que se graduou, para fortalecer o status do seu currículo. Onde o candidato cursou a faculdade não é item decisório. O importante é poder comprovar o conhecimento que obteve em sua formação.

 

Demissão – Existe um certo constrangimento em afirmar que foi simplesmente demitido pelo empregador. Em época de recessão é considerado supernormal e pode acontecer por uma série de razões. Já mais fale mal da empresa e do líder anterior, mesmo que a demissão tenha sido injustificada. O melhor é ser pontual sobre esse assunto, mantendo-se em uma atitude neutra e profissional sobre esse tema.

Mentir é feio mesmo, e complementava minha mãe: "e tem perna curta".

 

Reflita sobre isso!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

O que você fala, você faz?

July 9, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes